terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Carnaval - Coleccionar Máscaras

Há um restaurante na cidade do Porto que tem por nome A Máscara. Poderíamos escrever sobre o seu apetitoso fondue ou então realçar a simpatia de quem gere a casa, mas vamos deixar aqui estes pontos apenas para abrir o apetite da vossa própria descoberta. Em dia de Carnaval, o nosso destaque vai para a possibilidade de ali se aceder a um autêntico "museu da máscara", pois as paredes estão cravejadas de exemplares com as mais diversas proveniências. Por aquisição do proprietário e por ofertas de clientes e amigos a colecção tem vindo a crescer e já impressiona, não só pela quantidade de peças, mas também por abranger máscaras tradicionais portuguesas. Nas nossas partilhas sobre o tema, no Instagram, só pudemos utilizar fotografias sobre imagens de um livro, mas, ainda assim, acabam por ser bons exemplos de um Carnaval com tradição em Portugal e este só peca por não ocorrer numa época do ano com o clima mais convidativo a festas de rua. Também por esta razão, uma vénia a quem desafiou as agruras do mau tempo e a quem, de uma ou outra forma, "mascarou" esta quadra festiva!



A nossa partilha no Instagram, com uma imagem da máscara típica do Carnaval de Lazarim, uma localidade do concelho de Lamego, distrito de Viseu. 


Tem sido muito motivador perceber que uma boa parte dos temas propostos, nos artigos em desenvolvimento neste blogue, têm tido uma boa aceitação e que proporcionam uma salutar interacção. Depois da publicação deste artigo, por altura do Carnaval 2017, proporcionou-se o contacto com Luís Cunha, sócio gerente do restaurante A Máscara, que teve a amabilidade de nos enviar fotografias de algumas das máscaras que fazem parte da sua colecção, as quais aqui fizemos anteriormente alusão. Como poderão constatar, os exemplares são dotados de uma grande espectacularidade e, por si só, proporcionam um ambiente de grande misticismo à sala do restaurante. 






Sem comentários:

Enviar um comentário