terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Relógios Antigos

O relógio tem a utilidade de nos mostrar as horas, também nos adorna o pulso e tem aportado a si valores. O valor relacionado com o sentimento é aquele que gostaríamos de realçar, pois é esse que nos faz adorar os relógios antigos. Utilizar ou cuidar de um relógio antigo é valorizar o passado, estimar quem o utilizou e dar continuidade a um estilo. Gostar de um relógio antigo é também reconhecer que, por uma razão ou por outra, não se é capaz de lhe dar a devida atenção, incorrendo no risco de o deixar danificar-se para sempre, conseguindo, por esta razão, passá-lo a outra pessoa mais apta a dar uma nova oportunidade à peça. O desprendimento nem sempre é ausente de sentimento, dar ou vender um relógio pode ser um acto de tremenda adoração. Um "relógio morto" fica bem na poesia pictórica de Salvador Dalí, fica, derretido, espalmado, mas este é um fim aterrador no imaginário de um adorador de relógios antigos. Os Cauny são um exemplo de que ainda existem muitas pessoas a preservar o património de que se escreve, pois, mesmo tendo sido um sucesso de vendas nos anos 50; 60 e fabricados com excelência, sendo, por estas razões, normal existirem em mais quantidade do que outras marcas vintage, é impressionante o número de exemplares que ainda são possíveis de encontrar. 


Sem comentários:

Enviar um comentário