sábado, 25 de março de 2017

Kitchen Dreams

A cozinha, na maior parte dos casos, é a divisão mais movimentada de uma habitação e são infindáveis os apetrechos necessários para que aquela "área de produção" funcione em pleno. Há até empresas com negócios, como a Bimby é exemplo, que se dedicam à tentativa de agregar num só equipamento toda a parafernália de acessórios e utensílios de cozinha, de modo a facilitar a vida aos cozinheiros de serviço. A panela de pressão assume destaque em qualquer cozinha onde marque presença, pois, para além de ser um equipamento de dimensões consideráveis, permite também cozinhar de forma rápida e saudável. Também por estes motivos, acaba por ser muito bem feita a humanização da panela de pressão presente na ilustração da capa do livro de receitas, oferta da marca francesa SEB. Estes livros giríssimos eram muito utilizados pelas marcas como brindes, ali pelos anos 60 e 70, sendo que até os detergentes o faziam, tal como comprova o exemplar da Sunil. A cidade do Porto esteve muito bem representada, no sector do fabrico das panelas de pressão, pela Minchin, a pioneira em Portugal (1953, ano de lançamento da primeira panela de pressão Minchin, de fabrico nacional) e uma marca pertencente à fábrica J. Minchin & Mário Navega Esmaltagem e Metalurgia, S.A.R.L.. Durante décadas o edifício da fábrica causou impacto na Rua do Freixo, Nº 1460 e o sucesso dos negócios levou até à abertura de uma filial em Lisboa, no primeiro andar do Nº 121 da Rua dos Bacalhoeiros, mas tudo desapareceu com o fecho da empresa nos anos 80. Pena é que os autarcas da cidade não ponham em marcha um plano para preservar os sinais do património industrial da cidade do Porto, pois, pouco a pouco, todos se vão transformando em projectos habitacionais ou comerciais, quando não ficam ao abandono e em processo de ruína galopante. Outra marca, bem conhecida dos portugueses, que fazia e faz panelas de pressão é a Silampos, sediada em Cesar, S. João da Madeira. A qualidade dos seus produtos é reconhecida pelo mercado e o livro de instruções que apresentamos também tem graça, mas o que nos leva a escrever mais algumas palavras acerca do tema é um apontamento que nos intriga. Após uma breve pesquisa, descobrimos que a Silva & Campos Lda/Silampos SA reclama para si o pioneirismo do fabrico de panelas de pressão, na década de 60. Ora, a Minchin escreve (no manual de instruções apresentado em fotografia, datado de Abril, 1977) ter alcançado esse feito no preciso ano de 1953. Quem escreve a verdade?! Como se diz na cidade do Porto: "Não nos comam por lorpas!".




Sem comentários:

Enviar um comentário