sexta-feira, 28 de abril de 2017

Bloco e caneta? #jogodogalo

Um teste à criatividade pode ser tão simples como colocar uma folha branca e uma caneta à frente de alguém. Quando temos um bloco de notas em branco e uma série de canetas que não escrevem a situação complica-se, mas há sempre uma que ainda risca o suficiente para esboçar o jogo do galo e assim tentar contornar o objectivo do teste. É uma pena, mas guardar canetas, por muito tempo e sem a devida atenção acaba por deteriorar as peças, deixando algumas num estado que deixam de escrever para sempre: Mea Culpa! Um pouco à imagem do que acontece com os relógios, a manutenção é uma tarefa muito importante para salvaguardar a função primordial das canetas. Se estivermos perante brindes publicitários até aceitamos que esta questão não se coloque, mas se as peças forem de eleição, antigas e de conceituadas marcas é obrigatório dedicar algum tempo a estas acções de limpeza, pois há peças que merecem estar na plenitude das suas funções. Nem todos poderão ter uma Montblanc, uma Delta Pen ou uma Caran d'Ache, mas a tenacidade e possibilidades financeiras de alguns coleccionadores fazem com que os objectivos possam ir mais além do que as mais banais Parker: Responsabilidade acrescida! Perante o estado lastimável a que deixámos chegar as canetas de uma pequena colecção, assumimos, as Bic passarão a ser as nossas melhores aliadas. 


Não conseguimos recolher informações acerca do bloco de notas presente na fotografia, mas o tipo de letra utilizado conquistou-nos, de imediato: Favorito!


O empate no jogo do galo permanece e isto após umas dezenas de jogos. É o que dá estarmos perante jogadores atentos e experimentados, mas o desafio continua, pelo menos, enquanto a maltratada caneta, mas que ainda escrevinha, permitir... :)

Sem comentários:

Enviar um comentário