terça-feira, 11 de julho de 2017

Casa Pereira

Tendo em conta a especialização da Casa Pereira em Caça e Pesca o desafio primordial para este texto é não cedermos à tentação de fazermos pontes para as falcatruas com armas na ordem do dia e que, infelizmente, já se tornaram banais em Portugal. Afortunadamente, esta casa, fundada em 1904, no Porto, era também local de romaria para a compra de outros produtos, tais como talheres, utensílios de cozinha e mesa, cutelarias, oleados, balanças, facas de cozinha de fino corte, etc, o que nos permite fazer a abordagem mais de acordo com uns verdadeiros objectores de consciência. Os portuenses, de algumas posses, quando queriam equipar uma casa com os apetrechos fundamentais para nela viverem era à Casa Pereira que recorriam, garantidamente, pois, por lá, encontravam de tudo. Dos arredores da invicta também vinham clientes, chegavam à Estação Ferroviária do Porto - S. Bento, de comboio e depois faziam uma pequena caminhada até à loja, ali mesmo ao lado da porta principal do teatro. O negócio foi próspero no Nº 96 da Rua Sá da Bandeira e a aposta em publicidade foi grande, por isso é comum encontrarem-se peças antigas, algumas verdadeiras relíquias e demonstrativas da qualidade do que historicamente se faz em Portugal ao nível da comunicação.


Republicitar a Casa Pereira

A força da expressão, encontrar de tudo, de facto, faz todo o sentido, pois a Casa Pereira vendia também todo o tipo de equipamento para a prática do desporto. O destaque vai para a venda de patins para os praticantes de hóquei, o que era publicitado, nos anos sessenta, como sendo de grande relevância, com certeza, pelo maior interesse que a modalidade suscitaria na sociedade, isto em relação aos dia de hoje. 


Anúncio presente num livro de culinária (1964)

Fazendo jus ao propósito do livro de culinária publicitário da Casa Pereira, a partilha de receitas aliada à divulgação de marcas e negócios, cá fica uma antiga e muito simples receita para as "Bolachas Can-Can", anexada ao anúncio partilhado em fotografia:

250 grs. de manteiga

380 grs. de farinha de trigo

100 grs. de açúcar

sal q.b.

açúcar cristalizado

Peneire a farinha, o açúcar e o sal e junte a esses ingredientes a manteiga. Abra a massa bem fina e corte as bolachas bem pequenas. Leve ao forno em tabuleiros e depois de cozidas passe-as no açúcar cristalizado. Guarde em latas bem fechadas para que não amoleçam. 

Sem comentários:

Enviar um comentário